A pintura em oração

Ora Pro Nobis

Maria Cecília Jacques

Misticismo . Oração . Arte Sacra . Arte Naïf . Ato de Fé

Sem Resultados.

Arte sacra naïf
Misticismo . Oração . Arte Sacra . Arte Naïf . Ato de Fé

No results found.

Arte sacra naïf
Pintar é para Cecília Jacques sua oração. Por essa via – a de uma pintura naïf – se sente perto de Deus e se torna seu veículo. Guiada por uma força superior, o gesto singelo – o de pintar com o poder da ingenuidade – torna-se meio e motor de um imaginário sagrado.

Diante de Ora Pro Nobis [Orai por nós] ficamos de imediato convocados para uma conversa íntima com personagens santas, ao mesmo tempo queridas e desconhecidas, puras e misteriosas. Tornamo-nos testemunhas da criação, em continuum, de uma coleção de Figuras da Fé.

A busca de santidade é para Cecília Jacques um caminho feito com amor pelas pequenas coisas da vida. A oração e a fé são seu caminho. Para a artista, «Todos somos chamados à santidade» e tal significa, muito claramente, viver em comunhão com os ensinamentos de Cristo, com o Espírito Santo e de mão dada com Nossa Senhora.

Nas palavras da artista, “Todos somos instrumentos de Deus.” E contextualiza: “Tendo os Santos que já trilharam o caminho como inspiração, a minha motivação e propósito é ir ao encontro de Deus e ser Dele melhor instrumento. Todos somos pequenos diante de Deus, que nos guia no caminho da santidade, a seguir Sua vontade, com a ajuda da Sua graça, através da humildade, simplicidade e inocência. Precisamos de aprender a amar, precisamos de aprender a ser santos. Por meio da arte sacra aprendi a reconhecer o meu chamamento. Pintar é um acto de fé, a arte uma oração. A pintura naïf, com seus traços básicos, ingénuos e sem base de estudo de artes, é o meu veículo!”

 

Ora pro nobis nasce de uma proposta de Filipa Leandro [TARS], que partilha com Cecília Jacques a paixão pelo Surf. Ao Torrão, a artista chega do Norte – do Porto – com suas pinturas na bagagem. Estas instaladas, chega o tempo sempre outro de visitar a Vila e nela recolher inspiração para sua demanda: continuar a fazer pinturas e exposições para precisamente transmitir a mensagem de Deus. Esta deriva artística passa pelo projeto de impressão de postais para divulgação e, na sequência da passagem pela Vila, integra a realização de um retrato: o de Nossa Senhora da Graça. Que esta nos chegue do Céu e nos valha. Assim haja Fé.

Maria Cecília Jacques nasce em 17 de agosto de 1974 em San José da Costa Rica. Em 2020, tendo casado com um cidadão português, vem residir para a cidade do Porto, onde  estabelece família. Juntamente com os dois filhos, desenvolveu um gosto pelo Surf que a levou a produzir o documentário Nazaré, Uma Onda para a História, exibido no Surf at Lisbon Film Fest de 2017.

Search